Quais estratégias podem te gerar leads mais rápidos e com qualidade?

Se tem algo que revolucionou a vida nos últimos anos, foi o impacto da internet no dia a dia, tanto pessoal quanto profissionalmente, no caso das empresas, o que prova isso é a capacidade de gerar leads com mais velocidade.

Inclusive, esse tipo de recurso não é de agora, sendo que já existia no marketing offline, quando uma empresa colocava uma urna sobre um balcão e pedia que os clientes e visitantes do estabelecimento preenchessem um formulário.

Por exemplo, um escritório de serviços de comunicação visual, no qual após uma visita a pessoa podia interagir com uma ficha impressa, informando o que achou daquela marca e deixando dados como telefone de contato, endereço postal e afins.

Isso já era um modo de criar um banco de leads, isto é, de contatos de pessoas potencialmente interessadas em sua solução, com as quais você poderia fazer um contato futuro, com teor comercial e na tentativa de convertê-las efetivamente em clientes.

Quem reforçava esse tipo de estratégia era o telemarketing ou mesmo o despacho de newsletters impressas, em forma de revista, jornal ou folders. Tudo isso funcionava no mundo offline, até que surgiram os e-mails.

Portanto, empresas como um negócio da área de automação empresarial começaram a criar mailing, que são listas de disparo de e-mail em massa. 

O que já potencializou incrivelmente a estratégia, ainda por volta dos anos 2000, ao menos em países de primeiro mundo.

Em países de terceiro mundo, como o nosso, isso era o foco das táticas de marketing até os idos de 2010. 

O que ocorreu, porém, foi que com a disseminação das redes sociais e a importância crescente dos motores de busca, tudo mudou drasticamente.

Hoje qualquer empresa tem acesso a esses recursos de geração de leads com uma velocidade e uma assertividade incríveis, que até alguns anos atrás seria impensável. O que, por sua vez, impacta as vendas, a receita e até o lucro das empresas.

Quando se fala em assertividade, por exemplo, é no sentido de que é possível captar leads com um perfil cada vez mais preciso e específico, aumentando e muito a chance de a empresa realmente conseguir convertê-los em consumidores efetivos.

Por isso, é que decidimos aprofundar neste tema, desenvolvendo este artigo mais detalhado sobre quais estratégias realmente podem gerar leads mais rapidamente e com qualidade inquestionável em termos do que seja perfil e do que seja promissor.

Ao mesmo tempo, não ficaremos apenas na prática, o que poderia impedir que alguns realmente entendessem o assunto e os modos de sair da teoria. 

Entraremos com conceitos e definições técnicas, ajudando em um sentido mais amplo.

Um ponto realmente bacana é que hoje esses recursos já se desenvolveram tanto que podem ser aplicados, literalmente, a qualquer segmento, seja na área de serviços como o de gestão patrimonial, ou no setor de venda de produtos no varejo.

Deste modo, se o que você deseja é compreender de uma vez por todas como estratégias ligadas ao seu banco de leads podem revolucionar sua empresa, trazendo oportunidades que você nunca tinha imaginado antes, basta seguir com a gente até o fim.

O que é um lead, afinal?

Em tradução direta o termo lead quer dizer “liderar” ou “liderança”, o que aliás pode confundir algumas pessoas, pois esse significado da palavra não revela necessariamente o sentido que ela tem no universo do marketing e da publicidade.

Também existe o lead jornalístico, que consiste em uma estrutura fixa de perguntas e respostas. 

No caso do mundo das marcas e do comércio, o “liderar” só quer dizer que o lead é um contato que vai assumir o protagonismo da sua estratégia.

Afinal, os dados de contato da pessoa são o único recurso que você tem no sentido de poder fazer contato com ela e tentar convencê-la a consumir com você. 

No entanto, para compreender a fundo a questão, é preciso reconhecer que talvez seja necessário abstrair um pouco o sentido da tradução da palavra.

Seja como for, conceitualmente falando o lead é esse contato que a empresa absorve por meio de estratégias ou mesmo da vontade deliberada do cliente em potencial, já que o interesse genuíno faz com que isso tudo seja do interesse dele também.

Por exemplo, uma firma que desenvolve sistema de gestão para pequenas empresas pode ter um blog com excelentes conteúdos sobre sua área, de modo que muitos visitantes vão querer receber e-mails sempre que houver um artigo novo.

Ao mesmo tempo, um ponto fundamental da geração de leads é que eles não podem ser comprados em pacotes fechados e genéricos, algo que infelizmente algumas corporações acabam fazendo.

A verdade é que se você disparar conteúdos para uma pessoa que nem sequer sabe que sua marca existe, ou mesmo sobre o que ela fala ou vende, aquilo pode gerar vários prejuízos para você.

Primeiro, no sentido de desgastar sua marca. Depois, porque uma provedora de e-mail pode considerar suas ações como spam, e até bani-lo da plataforma.

Por dentro do funil de vendas

Um passo fundamental para gerar leads mais rapidamente e com qualidade comprovada é investindo na criação de um funil de vendas que seja imbatível.

Esse funil nada mais é do que a jornada de compra que o seu cliente percorre, lembrando que ele não vai do estágio de quem nem sabia que sua empresa existe para o de comprador fidelizado e disposto a indicar sua marca.

Na verdade, há etapas quase que invariáveis que ele vai percorrer, lembrando que ela pode mudar, como certamente será diferente se compararmos uma assessoria empresarial com uma pizzaria, mas a verdade é que sua essência é sempre a mesma.

Basicamente, os estágios envolvidos são os seguintes:

  • Um visitante descobre sua solução;
  • Depois ele descobre sua marca;
  • Ele deixa dados de contato e se torna um lead;
  • Você alimenta esse lead com conteúdo;
  • Isso gera dúvidas e aprofundamento;
  • Entra-se na fase de prospecção e negociação;
  • Enfim, as fases de fechamento e fidelização.

No fundo, quanto mais clareza houver sobre essas etapas, maior será a velocidade e a assertividade da empresa no sentido de captar leads e convertê-los.

Ademais, aparar algumas arestas no funil de vendas é um excelente modo de ajudar na própria gestão do banco de leads, aumentando as vendas e os lucros.

O poder do conteúdo

Portanto, comprar leads é uma das piores coisas que a marca pode fazer, em comparação, uma das melhores é gerar conteúdos originais, relevantes e que realmente possam agregar valor àquele público em questão.

Trata-se do marketing de conteúdo, que permite que qualquer marca se alinhe com o que há de melhor em termos de comunicação com um público específico.

Para isso, um blog de endereço comercial virtual pode escrever artigos gratuitos semanalmente, explicando melhor como funciona seu serviço e suas vantagens.

Hoje em dia é isso o que as pessoas buscam em uma empresa, portanto, isso também acelera a captação dos leads, assim como já aumenta a autoridade da marca.

Dissemine seus conteúdos

Além de criar conteúdos arrasadores e com isso chamar a atenção de quem realmente tem interesse na sua solução, você pode dar um passo além e disseminar esse material.

Primeiramente, não é preciso ficar apenas no artigo de blog, é possível utilizá-lo como base para posts nas redes sociais, áudios, vídeos, e-books e muito mais.

Depois, uma agência de projetos de comunicação visual ainda pode fazer otimização das suas páginas, para ganhar relevância e ranqueamento nos buscadores. 

Além de fazer anúncios, para aparecer com mais destaque e atingir ainda mais pessoas.

Trata-se do SEO (Search Engine Optimization), que é a Otimização de Páginas Para Motores de Busca, e do Ads (Advertising, que é Propaganda) desses mesmos buscadores, bem como das redes sociais.

Entenda a sua persona

Por fim, não podemos falar de tudo isso sem lembrar que o cliente gosta de atenção, de tratamento personalizado e de suporte humanizado.

Sendo assim, para que os leads venham mais rapidamente até você e que realmente tenham qualidade, é preciso tratar todo mundo bem, mesmo quem ainda não deixou seus dados para contato, agindo com excelência diante de todos.

Ademais, além de responder com rapidez e gentileza sempre que alguém fizer contato, uma empresa da área de escritórios virtuais pode muito bem fazer pesquisas de mercado, enquetes e quizzes para entender melhor o seu público.

Com isso, a marca assume uma linguagem formal ou informal, técnica ou descolada, tudo conforme a lógica do seu público, o que atrai ainda mais o interesse das pessoas.

Considerações finais

Portanto, ao falar sobre geração de leads, estamos tratando de um dos aspectos comerciais mais importantes em que qualquer empresa pode e deve investir.

Afinal, sem gerar novas oportunidades diariamente, nenhum negócio pode crescer. Com os conceitos e conselhos que trouxemos acima, fica mais fácil aplicar estratégias nesse sentido, acelerando a captação e aumentando sua assertividade.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Quer receber meus conteúdos exclusivos? Inscreva-se  na minha Newsletter.